quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

[link=http://www.recados-animados.com]
[/link]

[b]Mais recados? http://www.recados-animados.com[/b]

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

LUA NUA

LARANJA ILUMINADA

SUSPENSA NO HORIZONTE

ÉS TU LUA

FONTE AFRODISÍACA

QUE O MEU DESEJO CULTUA
Katia Martins
Foi com grande alegria que recebí a notícia que a poesia LUA NUA, integrante do livro FAZENDO LUZ , será musicada por meu grande amigo e parceiro em PEGASO, o super talentoso Wellington de Faria. (na foto abaixo à minha esquerda)
Com certeza, vem aí mais uma belíssima criação.

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

LYGIA FAGUNDES TELLES RECEBE O TROFÉU JUCA PATO

"A CHAMA DE UMA TOCHA, SE UTILIZADA PARA ACENDER UMA OUTRA TOCHA, IRÁ MULTIPLICAR A LUZ EM VEZ DE ROUBÁ-LA"
Que noite inesquecível! Antonio Cândido, Intelectual do Ano de 2008 passando às mãos de Lygia Fagundes Telles o troféu Juca Pato! E tudo isso no Salão Nobre da Faculdade de Direito do Largo de São Francisco, onde ambos estudaram. Dois discursos emocionantes, um público fascinado pelos dois gigantes da literatura no Brasil.
por: Jeanette Rozsas

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

LYGIA FAGUNDES TELLES RECEBE O TROFÉU JUCA PATO

Lygia Fagundes Telles foi proclamada a intelectual do Ano (2008) e receberá o Troféu Juca Pato no próximo dia 30 de novembro, na Faculdade de Direito da Universidade São Paulo. A 45ª versão do Juca Pato, conferida pela União Brasileira, será entregue por Antonio Cândido de Mello e Souza, vencedor do ano anterior. Confira abaixo a seção Favoritos desta edição com a autora.
Biografia
Quarta ocupante da Cadeira nº 16, eleita em 24 de outubro de 1985, na sucessão de Pedro Calmon e recebida em 12 de maio de 1987 pelo acadêmico Eduardo Portella.

Lygia Fagundes Telles nasceu em São Paulo, em 19 de abril de 1923, mas passou a infância no interior do estado, onde o pai, o advogado Durval de Azevedo Fagundes, atuou como promotor público. A mãe, Maria do Rosário de Azevedo (Zazita), era pianista. Algumas das pequenas cidades percorridas nessa infância instável: Sertãozinho, Itatinga, Assis, Apiaí e Descalvado. Voltando a residir com a família em São Paulo, a escritora fez o curso fundamental na Escola Caetano de Campos, e em seguida ingressou na Faculdade de Direito do Largo de São Francisco, da Universidade de São Paulo, onde se formou. Quando era estudante do pré-jurídico, cursou a Escola Superior de Educação Física, da mesma Universidade.
Lygia Fagundes Telles teve um filho do primeiro casamento, o cineasta Goffredo Telles Neto, que lhe deu duas netas, Lúcia Carolina Aidar da Silva Telles e Margarida Goreki da Silva Telles. Divorciada, a autora casou-se com o ensaísta e crítico de cinema Paulo Emilio Salles Gomes, falecido em 1977.
Segundo o crítico literário Antonio Candido de Mello e Souza, no texto “A nova narrativa brasileira”, o romance Ciranda de Pedra (1954) seria o marco de sua maturidade intelectual. Vivendo a realidade de uma escritora do Terceiro Mundo, LTF considera sua obra de natureza engajada, ou seja, comprometida com a difícil condição do ser humano num país de tão frágil educação e saúde. Participante e testemunha deste tempo e desta sociedade, a escritora procura através da palavra escrita apresentar esta sociedade e este tempo envolto na sedução do imaginário e da fantasia.
Em seu romance As Meninas (1973), ela registra uma posição de clara recusa ao regime militar. Em 1976, fez parte de um grupo de intelectuais que foi à Brasília entregar um importante manifesto contra a censura, o Manifesto dos Mil.
Membro da Academia Brasileira de Letras, Lygia Fagundes Telles já foi publicada em diversos países: França, Estados Unidos, Alemanha, Itália, Holanda, Portugal, Suécia, República Checa, Espanha, entre outros –, com obras adaptadas para TV, teatro e cinema.
Prêmios
Prêmio Afonso Arinos, da Academia Brasileira de Letras (1949); Prêmio do Instituto Nacional do Livro (1958); Prêmio Boa Leitura (1964); Prêmio Jabuti, da Câmara Brasileira do Livro, por Verão no Aquário (1965); Prêmio do I Concurso Nacional de Contos, do Governo do Paraná (1968); Grande Prêmio Internacional Feminino para Contos Estrageiros, França (1969); Prêmio Guimarães Rosa, (1972); Prêmio Coelho Neto, da Academia Brasileira de Letras, Jabuti e APCA – Associação Paulista dos Críticos de Arte, pelo romance As Meninas (1974); Prêmio do PEN Clube do Brasil, para o livro de contos Seminário dos Ratos (1977); Prêmio Jabuti e APCA, para A Disciplina do Amor (1980); Prêmio II Bienal Nestlé de Literatura Brasileira (1984); Prêmio Pedro Nava, Melhor Livro do Ano, para As Horas Nuas (1989); Prêmio Jabuti, Biblioteca Nacional e APLUB de Literatura, para A Noite Escura e mais Eu (1996); Prêmio Golfinho de Ouro, categoria Literatura, do Conselho Estadual de Cultura do Rio de Janeiro (2000); Grande Prêmio da Associação Paulista dos Críticos de Arte (2000) e Prêmio Jabuti e APCA, para Invenção e Memória (2001); Prêmio Camões, pelo conjunto da obra, Portugal – Brasil (2005).
Em maio de 2005, no Rio de Janeiro, um júri integrado pelos escritores portugueses Agustina Bessa-Luís e Vasco Graco Moura, pelo angolano José Eduardo Agualusa, pelo cabo-verdiano Germano de Almeida e pelos brasileiros Antonio Carlos Secchin e Ivan Junqueira elegeu Fagundes Telles como a vencedora do Prêmio Camões, o mais importante da literatura em português. Recebeu o prêmio em 13 de outubro de 2005, no Porto (Portugal), no encerramento da VIII Cúpula Luso-Brasileira, que contou com a presença dos presidentes do Brasil e Portugal, Luiz Inácio Lula da Silva e Jorge Sampaio.
Em 5 de agosto de 2005 foi escolhida pelo Grande Júri formado por reitores das principais universidades do país, Ministro de Estado e representantes de institutos e entidades científicas e culturais, para o Prêmio da Fundação Bunge (antigo Moinho Santista), na categoria Romance, Vida e Obra. O prêmio foi-lhe entregue no dia 26 de setembro, data em que também foi comemorado o aniversário de 50 anos da Fundação Bunge, no Palácio dos Bandeirantes, em solenidade presidida pelo Governador do Estado de São Paulo e presidente honorário da Fundação Bunge, Geraldo Alckmin.
Condecorações
Medalha Mário de Andrade – Governo do Estado de São Paulo; Medalha Mérito Cívico e Cultural – da Sociedade Brasileira de Heráldica de São Paulo; Medalha do Grande Prêmio Literário de Cannes, categoria contos (1969); Medalha do Prêmio Imperatriz Leopoldina, do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (1969); Ordem do Rio Branco, Comendador (1985); título Personalidade Literária do Ano de 1987, conferido pela Câmara Brasileira do Livro; medalha Ordre des Arts et des Lettres, Chevalier (1998) e Ordem al Mérito Docente y Cultural Gabriela Mistral, Gran Oficial (Chile). Agraciada, em março de 2001, com o título de Doutora Honoris Causa pela Universidade de Brasília (UnB).
Lygia Fagundes Telles tem participado de feiras de livros e congressos realizados não só no Brasil, mas também em Portugal, Espanha, Itália, México, Estados Unidos, França, Alemanha, República Tcheca, Canadá e Suécia, países nos quais foram publicados seus contos e romances.
É membro da Academia Brasileira de Letras, da Academia Paulista de Letras e do PEN Club do Brasil.

domingo, 22 de novembro de 2009

NUNCA DESISTA

NUNCA DESISTA!!!

De tudo ficam três coisas


De tudo ficam três coisas:


1.A certeza de que estamos sempre começando,


2.A certeza de que precisamos continuar,


3.A certeza de que seremos interrompidos antes de terminar.



Portanto, façamos:


- Da interrupção, um novo caminho.


- Da queda, um passo de dança.


- Do sonho, uma ponte.


- Da procura, um encontro...


Fernando Pessoa





comente

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

CONVITE ENCONTRO POETAS DEL MUNDO




Programação para 21.11.2009

Encontro do Poetas Del Mundo do Estado de São Paulo

14:00h- Início

Credenciamento

14:30h-

– Cerimonial - Hiago Rodrigues Reis de Queiros, convoca para a Composição da mesa 1

14:40h-

Apresentação dos Hinos

-Execução do Hino Nacional Brasileiro
-Execução do Hino do Chile
-Execução do Hino dos Poetas Del Mundo

14:50h – Abertura

Hiago Rodrigues Reis de Queirós dará as Boas Vindas aos presentes

14:55h –

Elizabeth Misciasci – fala do Movimento Poetas Del Mundo na Cidade de São Paulo

15:00h –
Delasnieve Daspet - Embaixadora para o Brasil de Poetas Del Mundo

- Explanara sobre Movimento Poetas Del Mundo, no Brasil.

15:30h –

- Apresentação do Secretário Geral e Fundador do Movimento Poetas Del Mundo, Sr. Luis Arias Manzo.

Pronunciamento do Secretário Geral e fundador do Movimento Poetas Del Mundo.
16:00h –

-Apresentação do Diretor da Casa das Rosas, e Poeta
Frederico Barbosa.

16:10h -

Segunda parte do evento com Show “lítero-cênico-musical”

- Apresentação daquela que é namorada do teatro, tem um caso com a poesia, vive do amor platônico pela música e “arrasta um bonde pela dança”: - Karla Jacobina.

16:25h –

Apresentação da Embaixadora dos Poetas Del Mundo na França

- Palestra áudio-visual de Diva Pavesi - Tema: A França no Brasil

17:05h –

Monólogo Cômico

- Apresentação do renomado Dramaturgo Deomídio Macedo, interpretando o velhinho Baltazar - 90 anos.

17:20h –

Composição da Mesa 2 –Debates.

- Presenças - Paulo Ferraz, José Faria Nunes, Silas Correa Leite, Rosani Abou Adal, Rubens Jardim, Rodrigo Capella, Ricardo Almeida, Miguel Rúbio (Miguelzinho da Vila), Valdeck de Jesus, Roberto Romanelli Maia e Delasnieve Daspet.

Tópicos priorizados
-Postura atual do poeta na sociedade.
-Paradigmas da poesia contemporânea.
-Mercado Editorial para a Poesia.

18:20h –

Apresentação da televisiva atriz, colunista, Poetisa Baby Garroux.

18:30h –

Pocket do "VerTe fronteYra - Performance Poética Multimídia"
com San Mascarenhas.

18:40h -

Kalil Jabbour, o ator realizara breve dramatização poética com perfomance.

18:45h-

Lançamento do livro da Poesistas

Lançamento do livro da Poesistas e descrição objetiva, com a apresentação de Hiago Rodrigues Reis de Queiros, também organizador e idealizador do evento.

19:00h –

Apresentação João Carlos Luz
Cônsul - Estado do Rio de Janeiro-RJ com o Tema:
Movimentação Poética no Rio de Janeiro (celulas poéticas).

19:10h -

Miguel Rúbio, curto monólogo samba e poesia

do Poeta e compositor Miguel Rúbio (Miguelzinho da Vila) Cônsul - Vila Matilde-SP -

19:15h-


Apresentação Musical.

-Apresentação Musical (som e teclado) da cantora, instrumentista e também poetisa Bia Barros.


19:30h –

Abertura do Sarau por Dora Dimolitsas com presenças ilustres de vários poetas..
Abertura do Sarau por Dora Dimolitsas.Apresentando também:- Claudionor Faria Castro - Anair Weiricch - Katia Martins - Tânia Carvalho - Rabbi Misha´El Yehudah - Águida Hettwer - Branca Tirollo - Carlos Magno - Ivan Marinho de Souza- Patricia Ferraz da Silva - Claudionor Ritondale - Vinicius Cassiolato - Jorge Tannuri -


20:10h-

Presidente da Academia Árabe Brasileira de letras
Antoine Lascani - Cônsul - Baixada Santista-SP - fala sobre as Academias no Brasil

20:15h-

Apresentação do Manifesto Paulista com os temas da PAZ – MEIO AMBIENTE – SOLIDARIEDADE ENTRE OS POVOS – VIOLÊNCIA – FOME – POESIA.
Elaboração e Leitura Marisa Cajado.
Menção Honrosa, e sorteio de livros, livros dos Poetas Del Mundo e CDs aos convidados.

20:25h-

Encerramento com a distribuição dos bottons, diplomas e certificados de presença aos participantes e confraternização, por Arias Manzo, Delasnieve Daspet,
Marisa Cajado, Elizabeth Misciasci e Hiago Rodrigues Reis de Queiros .

20:55h-
(Agradecimento Poema – Por Delasnieve Daspet)

FONTE: Revista ZaP

DIA 20 É DIA DE MOBILIZAÇÃO


NA SEXTA-FEIRA OCORRE EM SÃO PAULO A VI MARCHA DA CONSCIÊNCIA NEGRA.
É NECESSÁRIO QUE TODOS ESTEJAM LÁ.
CONCENTRAÇÃO NA IGREJA DO ROSÁRIO, NO PAISSANDU.
DEPOIS AINDA ROLA UM SHOW NA PRAÇA DA SÉ.
DIA 20 É DIA DE MOBILIZAÇÃO.


terça-feira, 17 de novembro de 2009

Casa-grande e senzala em concerto






No Rio de Janeiro de 1926, numa noitada de cachaça e violão, o jovem antropólogo Gilberto Freyre, o historiador Sérgio Buarque de Hollanda e o maestro Heitor Villa-Lobos conheceram e se maravilharam com Pixinguinha e Donga tocando seus sambas e choros, revela Hermano Vianna em “O mistério do samba”. Era o encontro da arte popular com a erudita, que se tornaria uma das marcas mais fortes da cultura brasileira moderna. E da música de Villa-Lobos.

Pouco depois, com “Casa-Grande e Senzala” e “Raízes do Brasil”, Gilberto Freyre e Sérgio Buarque davam forma e conteúdo ao Brasil do século 20, e Villa-Lobos conquistava a admiração internacional com a sua linguagem musical moderna e sofisticada – inspirada no choro, no samba e nos nossos ritmos populares.


Assim como Villa trouxe a música popular para a erudita, a sua influência na obra de grandes compositores populares como Tom Jobim, Edu Lobo, Egberto Gismonti, Milton Nascimento e Guinga, levou a música erudita para a MPB. Tom Jobim cultuava Villa-Lobos como mestre e modelo, como seu pai musical, até no amor ao charuto, e dizia que toda a base harmônica da bossa nova já estava em uma peça de Villa Lobos de 1940. Algumas das melhores músicas de Tom Jobim, como as obras primas “Matita Perê” e “Saudades do Brasil”, homenageiam o grande mestre em algum lugar entre o popular e o erudito. Edu Lobo sempre teve em Villa-Lobos e Tom Jobim as suas maiores referências musicais. Em toda a sua obra ressoam os fraseados e as harmonias de Villa-Lobos, via Tom ou em ligação de lobo para lobo.

No centenário de Villa, dois lindos discos celebram a grandeza e vitalidade de sua música em diferentes leituras. Em um, o baixista americano Bruce Henri, com décadas de bons serviços à nossa música e um pequeno time de grandes músicos, apresenta peças de Villa Lobos em ambientação jazzística sofisticada.

Em outro, o fabuloso violonista e compositor Guinga, o mais villa-lobiano dos pós-jobinianos, une as suas origens suburbanas às inspirações do mestre em um disco de belíssimas canções originais, tão villa-lobianas, que se chama “Casa de Villa”.

Nelson Mota

fonte: Sintonia Fina

domingo, 15 de novembro de 2009

MARATONA PABLO NERUDA



Vale a pena, pela beleza do poema de Neruda, aliado às telas de Van Gogh



Neruda, nos dá um espetáculo em seus poemas com tantas e belíssimas imagens poeticas

POEMA DE PABLO NERUDA


Aqui eu te amo.

Nos escuros pinheiros se desenlaça o vento.

Fosforece a lua sobre as águas errantes.

Andam dias iguais a perseguir-se.

Descinge-se a névoa em dançantes figuras.

Uma gaivota de prata se desprende do ocaso.

As vezes uma vela. Altas, altas, estrelas.

Ou a cruz negra de um barco.

Só.As vezes amanheço, e minha alma está úmida.

Soa, ressoa o mar distante.Isto é um porto.

Aqui eu te amo.

Aqui eu te amo e em vão te oculta o horizonte.

Estou a amar-te ainda entre estas frias coisas.

As vezes vão meus beijos nesses barcos solenes,

que correm pelo mar rumo a onde não chegam.

Já me creio esquecido como estas velha âncoras.

São mais tristes os portos ao atracar da tarde.

Cansa-se minha vida inutilmente faminta..

Eu amo o que não tenho. E tu estás tão distante.

Meu tédio mede forças com os lentos crepúsculos.

Mas a noite enche e começa a cantar-me.

A lua faz girar sua arruela de sonho.

Olham-me com teus olhos as estrelas maiores.

E como eu te amo,

os pinheiros no vento,querem cantar o teu nome,

com suas folhas de cobre.



PABLO NERUDA

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

TUDO SOBRE O APAGÃO

Veja o momento exato do apagão em SP





Vendaval causou apagão, diz Itaipu





Muita gente dormiu no Metrô em SP





Familiares e amigos tentam ajudar pessoas sem transporte em São Paulo. Mesmo assim, muita gente dormiu nas estações do Metrô.

FONTE: TV ig a pagina de vídeos da internet

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Para que servem folhas secas



República Centro-Africana, década de 60.


Um jovem casal suiço é enviado como missionário em um país tenso e recém independente.Um país sem litoral, rodeado de conflitos, exageradamente quente e apinhado de inúmeras aldeias com costumes primitivos e falta de qualquer modernidade.
Eles se instalam em uma casa que pertencera a outra familia, agora em viagem pelo mundo. As casas de aldeia são sempre simples e rústicas, paredes claras e sem acabamento. O chão eventualmente é de terra batida feito com argila especial, e alguns cômodos pode ter um pouco mais de refinamento, com o chão de cimento alisado.
Mas o casal descobriu, em meio a tanta simplicidade, que existia um capricho deixado pelo morador anterior. Encantados, notaram que o chão da sala e o quarto tinham um desenho todo especial, que tentaram reproduzir na construção de um próximo cômodo.A cobertura de cimento, após ser alisada sobre a terra, corria o risco de rachar devido ao forte calor da casa.
Os nativos ensinavam um recurso criativo para atrasar a secagem e impedir fissuras no piso: cobriam tudo com centenas de folhas secas que se acumulavam lá fora, caídas das mangueiras da região, capazes de reter parcialmente a umidade e permitir uma secagem gradual.
A surpresa é que, ao retirarem as folhas após os dias da secagem, o cimento ficava impregnado com os contornos gerados pelo pigmento, tatuado involuntariamente. Eram centenas delas, feito um tapete amarelo esverdeado, cobrindo o piso com incomparável e surpreendente beleza.
Ouvi esse relato há anos de Pierre e Lily Waridel, amigos de longa data. Se não me engano, ele chegava a suspirar quando dizia que aquele “piso de folhas” era um dos mais bonitos que tivera em todas as casas e países nos quais morou ao longo da vida. Era a beleza que surgia do inesperado. A marca deixada por algo que aparentemente não tem mais valor, utilidade ou sinal de vida: folhas caídas das árvores.

Não é preciso ir longe na analogia para entender que nem sempre aquilo que se resolve com extrema rapidez seja o melhor caminho.

Por vezes, é necessário um certo tardar, um certo esperar, um certo aquietar, uma porção de folhas secas sem utilidade. Sem desvarios, sem afobação.

Às vezes a ansiedade e a pressa racham aos poucos a nossa alma, que precisa ser cicatrizada com delicadeza e amor.

Mais horas de sono, de ócio, de abraços sem utilidade, de risadas, de sonhos.

Mais banhos demorados, caminhadas inventadas, menos vidros fechados às pressas nos sinais, menos olhares perdidos, menos empáfia, menos etiqueta nas roupas, menos grife.

Quem sonha não pode ter pressa, porque, para ‘acordar-se pra dentro’, como dizia Quintana, é preciso usar as muitas folhas secas que esse dia nos deixou.




Helena Beatriz Pacitti, do Timilique! – 04/11/2009

quarta-feira, 4 de novembro de 2009




“O governo tenta fazer o simples, porque o difícil é difícil.”

“O salário mínimo nunca será ideal porque ele é mínimo.”

“O Brasil é um país jovem com uma juventude muito jovem.”

Quem disse isso? Um comediante? Um piadista? Não, o responsável por essas obras de arte da síntese foi o presidente da república Luiz Inácio Lula da Silva.

Reunindo as “frases mais engraçadas e polêmicas” de Lula, o jornalista, apresentador de TV e amigo de O Livreiro Marcelo Tas lança, nesta quarta-feira (4), em São Paulo, Nunca antes na história deste país, sua estreia em livros.


Tas acrescentou comentários às pérolas presidenciais, dividiu as sentenças em categorias emblemáticas, e transformou o presidente sem diploma em filósofo, marqueteiro, economista, comediante stand-up, entre outras “profissões” involuntárias.

Para dar o gostinho do livro, conversamos com Tas, que também falou também sobre coincidências entre Lula e Raul Seixas; deu dicas de livros e fez uma sugestão a quem quer se aventurar na internet: “leia um bom livro”.


Confira o vídeo no blog do Tass !

Escrito por Marcelo Tas às 14h07



segunda-feira, 2 de novembro de 2009

PROGRAMAÇÃO ENCONTRO POETAS DEL MUNDO

Programação para 21.11.2009

Encontro do Poetas Del Mundo do Estado de São Paulo

14:00h- Início

Credenciamento

14:30h-

– Cerimonial - Hiago Rodrigues Reis de Queiros, convoca para a Composição da mesa 1

14:40h-

Apresentação dos Hinos

-Execução do Hino Nacional Brasileiro

-Execução do Hino do Chile

-Execução do Hino dos Poetas Del Mundo

14:50h – Abertura

Hiago Rodrigues Reis de Queiros dará as Boas Vindas aos presentes

14:55h

Elizabeth Misciasci – fala do Movimento Poetas Del Mundo na Cidade de São Paulo

15:00h –

Marisa Cajado, fala do Movimento Poetas Del Mundo no Estado de São Paulo.

15:05h -

Delasnieve Daspet - Embaixadora para o Brasil de Poetas Del Mundo

- Explanara sobre Movimento Poetas Del Mundo, no Brasil.

15:35h –

- Apresentação do Secretário Geral e Fundador do Movimento Poetas Del Mundo, Sr. Luis Arias Manso.

Pronunciamento do Secretário Geral e fundador do Movimento Poetas Del Mundo.

16:00h –

-Apresentação de destaque do Diretor da Casa das Rosas, e Poeta

Frederico Barbosa.

16:10h -

Segunda parte do evento com Show “lítero-cênico-musical”

- Apresentação daquela que é namorada do teatro, tem um caso com a poesia, vive do amor platônico pela música e “arrasta um bonde pela dança”: - Karla Jacobina.

16:25h –

Apresentação da Embaixadora dos Poetas Del Mundo na França

- Palestra áudio-visual de Diva Pavesi - Tema: A França no Brasil

17:05h –

Monólogo Cômico

- Apresentação do renomado Dramaturgo Deomídio Macedo, interpretando o velhinho Baltazar - 90 anos.

17:20h –

Composição da Mesa 2 –Debates.

- Presenças - Paulo Ferraz, José Faria Nunes, Silas Correa Leite, Rosani Abou Adal, Rodrigo Capella, Ricardo Almeida, Miguel Rúbio (Miguelzinho da Vila), Valdeck de Jesus, Roberto Romanelli Maia e Delasnieve Daspet.


Tópicos priorizados

-Postura atual do poeta na sociedade.

-Paradigmas da poesia contemporânea.

-Mercado Editorial para a Poesia
.

18:20h –

Apresentação da televisiva atriz, colunista, Poetisa Baby Garroux.

18:30h –

Lançamento do livro da Poesistas

-Lançamento do livro da Poesistas e descrição objetiva, com a apresentação de Hiago Rodrigues Reis de Queiros, também organizador e idealizador do evento.

19:00h –

Miguel Rúbio, declama.

Declamação do Poeta e compositor Miguel Rúbio (Miguelzinho da Vila) Cônsul - Vila Matilde-SP
-

19:05h-

Presidente da Academia Árabe Brasileira de letras

Antoine Lascani - Cônsul - Baixada Santista-SP -Declama

19:10h –

Apresentação Musical.

-Apresentação Musical (som e teclado) da cantora, instrumentista e também poetisa Bia Barros.

19:30h –

Abertura do Sarau por Dora Dimolitsas com presenças ilustres de vários poetas..

20:00h-

Menção Honrosa, e sorteio de livros, livros dos Poetas Del Mundo e CDs aos convidados.

DAS 20 AS 21H.

20:15h-

Apresentação do Manifesto Paulista com os temas da PAZ – MEIO AMBIENTE – SOLIDARIEDADE ENTRE OS POVOS – VIOLÊNCIA – FOME – POESIA.

Elaboração e Leitura Marisa Cajado

20:25h-

Encerramento com a distribuição dos bottons, diplomas e certificados de presença aos participantes e confraternização, por Arias Manzo, Delasnieve Daspet,

Marisa Cajado, Elizabeth Misciasci e Hiago Rodrigues Reis de Queiros .

20:55h-

(Agradecimento Poema – Por Delasnieve Daspet)

terça-feira, 27 de outubro de 2009

ENCONTRO ANUAL POETAS DEL MUNDO



Estado de São Paulo, se prepara para o Encontro Anual de Poetas Del Mundo.

Pela primeira vez, o estado de São Paulo, se prepara para reunir Poetas Del mundo, que vão se encontrar em um dos mais nobres espaços culturais, do País.

Tendo como Embaixadora para o Brasil e Sub-Secretária para as Américas dos Poetas del Mundo, a advogada *Delasnieve Daspet na linha de frente, o encontro anual dos integrantes do Movimento Poetas Del Mundo, tornou-se evento tradicional no Brasil, e se dá em todos os estados brasileiros, há quatro anos, sendo praticado nos 119 (cento e dezenove) Países associados ao Movimento.

Chegando de Santiago do Chile, o evento paulista, contará com a presença de *Luis Arias Manzo, premiadíssimo poeta, escritor e Fundador do Movimento Poetas Del Mundo, onde falará, entre tantos, sobre as atividades da entidade no mundo.

Outra figura de destaque internacional, é a apresentadora de televisão Lusophonie TV, Produtora, jornalista e apresentadora do programa ALÔ, BRASIL! na Rádio Francesa Arc en Ciel de Orléans, *Diva Pavesi. A brasileira, que no movimento poetas Del mundo é embaixadora na França, se apresentará tratando do tema: O ano da França no Brasil.

Muito além de um encontro, reunindo importantes nomes da poesia e da literatura, que integram o Movimento Poetas Del Mundo, o evento tem intuito de promover ações que possam despertar a atenção do mercado editorial, buscando deste, respostas que vão desde “o saber porque” da poesia não representar um produto comercial interessante, até os bastidores da mídia, que pouco se interessam em divulgar poetas e poesias.


Organizado pela jornalista, e Cônsul dos Poetas Del Mundo da Cidade de São Paulo,
*Elizabeth Misciasci e secundada pelo Cônsul Vila Brasilândia *Hiago Rodrigues Reis de Queirós, o evento conta ainda com as presenças em debates, de literatos, jornalistas, editores e educadores, como: - Paulo Ferraz, José Faria Nunes, Silas Correa Leite, Rosani Abou Adal, Rodrigo Capella, Ricardo Almeida, Miguel Rúbio (Miguelzinho da Vila) e Valdeck de Jesus entre outros grandes nomes.

Durante o evento, haverá o lançamento do livro Poesistas, que é uma comunidade poética criada pelo poeta e co-produtor do evento, Hiago Rodrigues Reis de Queiros, para reunir aqueles bons poetas que, ou publicam seus textos avulsos na internet e em sites de autopublicão, ou não se adaptaram à época web e têm suas obras só no papel marcado pela velha máquina de escrever.

Numa mistura de poesia, dança, música, debates e palestras, o evento acontece na Casa das Rosas - Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura Av. Paulista, 37 - Bela Vista-SP dia 21 de novembro 2009 das 14:00 as 21:00h.
Fones: (11) 3285-6986 / 3288-9447

O que é o Movimento Poetas Del Mundo?

É sobretudo, o encontro dos povos pela palavra e com a palavra de poetas do mundo, que unidos num mesmo propósito, buscam através da arte poética, clamar e proclamar em defesa da humanidade e da vida no planeta.

O movimento nasceu em 2005, em Santiago, Chile, pelas mãos do escritor e poeta Luis Arias Manzo com o propósito maior de agregar esforços e talentos na inquietude do trabalho contínuo, para a Paz e pela Paz mundial.

Presente hoje em (cento e dezenove) 119 Países, o movimento conta com embaixadores nos países membros, cônsules nos estados e municípios e associados, que somam mais de seis mil integrantes. Seu manifesto universal é um vigoroso apelo em favor da vida e pela união entre os povos.

*Luis Arias Manzo: Destacado poeta Chileno, e grande difusor da poesia a nível Mundial, fundou em 2005, um dos mais importantes Movimentos, O Poetas Del Mundo.

Voltado completamente aos problemas que afligem as nações, Arias é sempre um olhar firme e cuidadoso que propõe de forma solidária e humana, mudanças nos contextos cruéis que assolam a humanidade, através da arte escrita, que transcende o lirismo de seus versos.

Grande artista e célebre ativista, que comunga da dor de muitos, e absorvendo as feridas do mundo, segue derramando as lágrimas da alma, na incansável peregrinação em busca da paz.

Sua historia de vida impressiona, onde a riqueza do conteúdo que brotou das experiências marcantes pelos tempos de exílio, vai tornando uma simples conversa, em uma fascinante viagem pelo tempo, ou uma aula à parte, se a atenção desviar o percurso, mas, sempre regado a uma generosa dose de cultura.

Aos 17 (dezessete anos) saiu do Chile, rumo a França, onde permaneceu por 12 (doze anos) exilado, entre o período de 1973 a 1991, quando então regressou ao Chile e em Santiago, instalou a la Librería Apostrophes, uma livraria especializada na difusão e venda de livros em Francês, no centro da Cidade.

Autor de vários livros, e premiadíssimo em diversos Países, Luis Arias Manzo, faz dos seus dias e do novo ou velho tempo, uma luta incansável na busca incessante da Justiça, da solidariedade, da igualdade, e acima de tudo da Paz.

Um homem que carrega dolorosas, profundas e eternas cicatrizes que lhe foram tatuadas pela brutalidade da vida, e que trilhou por caminhos intransitáveis, poderia ser mais um, a despejar por sobre a terra seu sofrimento, no entanto, a voz calma, o sorriso que revela a simpatia e a humildade de quem é do bem, esboçado no semblante sereno, poderia ser o retrato falado, deste Embaixador da Paz!

Site oficial do Movimento Poetas Del Mundo:
http://www.poetasdelmundo.com/

VEM AÍ A FEIRA PRETA...



Vem ai....


VIII Edição da Feira Cultural Preta"Herança Compartilhada: Negros es Índigenas"13 de Dezembro de 2009 - das 12h às 22hPalácio das Convenções - Anhembi - São PauloA Feira Cultural Preta é uma plataforma cultural de difusão e preservação do Patrimônio Histórico e Artístico da população negra para a democratização da cultura aproximando as etnias e celebrando a diversidade através da união cultural. Além de ser um espaço de celebração, reflexão e inquietação do movimento cultural de coletivos e artistas negros, ou que se dedicam a temática negra. A Plataforma Preta Cultural reúne informação sobre vários artistas e várias vertentes, funcionando como uma base de dados e divulgação de eventos, iniciativas, exposições, performances. Áreas: fotografia – cinema - artes plásticas - música – literatura –artesanato– moda - design – hip hop – teatro – dança –educação economia solidária, que reúne inúmeros representantes da cultura afro-brasileira e empreendedores de diversas regiões do Brasil.

Veja mais fotos como esta em Feira Cultural Preta

terça-feira, 20 de outubro de 2009

POESIA SER SENSIVEL


Este vídeo com minha poesia SER SENSÍVEL foi um dos classificados entre as mais de 300 poesias participantes do prêmio Poesia ao Vídeo da FLIPORTO Feira Literária de Porto de Galinhas.

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

sábado, 17 de outubro de 2009

MANIFESTO UNIVERSAL DOS POETAS DO MUNDO




MANIFESTO UNIVERSAL DOS POETAS DO MUNDO


Poetas do Mundo, é chegada a hora exata para unir nossas forças na defesa da continuação da vida: somos guerreiros da paz e mensageiros dessa nova história para da humanidade. Somos os poetas da luz – veículo que nos conduz para levar o chamado de alerta de que não podemos nos furtar. Atravessamos a morte de um período degenerado das eras, e assistiremos o nascimento de uma NOVA ERA – para a qual, nós, os poetas, recebemos nossos dons, nossas missões e obrigações. A humanidade vive momentos decisivos de luta pela sobrevivência, mas ainda não acordou para o fato de estar caminhando rumo a um precipício, direto para a extinção. Urge que tomemos o leme e mudemos o caminho para a elevação coletiva, para que recuperemos o patrimônio da vida como dom universal e direito de todos.

Sobre amizade e gentileza - Coquetel da Mahogany





Amizade é isso aí! Mesmo não estando muito bem e sem muita vontade de sair de casa, acabei aceitando o convite para acompanhar minha amiga Alessandra em um coquetel de lançamento de produtos da Mahogany uma empresa de cosméticos, no Shopping Bourbon.

A principio não parecia ser um programa muito entusiasmante, mas ao chegar no local, tivemos uma recepção tão calorosa, tanto por parte da gerente, como por parte dos funcionários, e em especial da vendedora Daniela (na foto ao lado da Alessandra), que tornou a nossa noite divertidíssima.

No final a Karin e a Alessandra saíram da loja, maravilhosamente maquiadas, todas nós ganhamos brindezinhos e o mais importante, foi a gentileza e atenção dispensada a nós por todos naquele lugar.

Foi uma noite de "programa de mulherzinhas", onde celebramos a amizade a beleza e a gentileza. A vida fica mais suave e mais poética quando mulheres não estão competindo, estão apenas curtindo ser mulher, pura e simplesmente...






Compre já seu LifeStraw

Show do Pet Shop Boys etc.,








Nem a chuva fina que teimou em cair na hora da saida de casa conseguiu diminuir todo o entusiasmo meu da karin e da Alessandra, para ver o Show dos Pet Shop Boys, desta última quarta feira, no Credcard Hall.
Eu confesso que não estava tão empolgada com o programa, mas diante da motivação das garotas, acabei me rendendo e no final acabei adorando, pois o show foi vibrante e colorido, e no final consegui vislumbrar elementos poeticos, nas imagens urbanas apresentadas no belo espetáculo. Valeu a pena!


sábado, 19 de setembro de 2009

Um grande abraço prolonga a vida e aumenta a fidelidade
A sensação na pele quando somos abraçados passa emoção e aconchego para todo o corpo. Primeiro, o toque sensibiliza todas as células e dá um arrepio.

Depois, quando os braços da outra pessoa nos envolvem, com um pequeno aperto, o sentimento se multiplica e leva alívio para a cabeça e para o coração.

Um estudo da Universidade da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, publicado no Psychosomatic Medicine, mostrou que o contato físico, como um abraço, pode aumentar a longevidade.

As descobertas sugerem que uma relação forte e duradoura pode proteger contra futuras doenças cardiovasculares, além de fazer bem para a saúde em geral.

O motivo é que ficar em contato com um parceiro diminui a pressão sanguínea e o batimento cardíaco. Uma das pesquisadoras, a psiquiatra Karen Grewen, comprovou que os níveis de cortisol e de norepinefrina, hormônios do estresse, foram reduzidos após um abraço. Além disso, o nível de oxitocina, um importante hormônio ligado à fidelidade, aumentou.

Na pesquisa, 28 casais, de 20 a 49 anos, que se relacionavam havia pelo menos um ano, conversaram sobre os momentos felizes. Depois, assistiram a um filme romântico e, alguns minutos mais tarde, se abraçaram.

Segundo o psicoterapeuta do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas, Eduardo Ferreira Santos, o aumento de oxitocina depois de um abraço chama a atenção. Ele afirma que trabalhos recentes mostraram, em animais, que o hormônio é responsável pela manutenção estável de um casal. "A injeção de oxitocina em ratos mostrou que eles ficaram por mais tempo juntos à prole, depois do nascimento dos filhotes.

Em geral, os machos abandonam a família."Contudo, Santos explica que não se pode afirmar que quem se abraça mais será mais fiel. A ação do hormônio gera, entretanto, um impulso e um desejo de cuidar.

Assim, para quem abraça ou para quem é abraçado, a afetividade aumenta e traz bem-estar.A psiquiatra Kathleen Keating, que escreveu o livro A Terapia do Abraço (Editora Pensamento, R$ 12), diz que a sociedade atual está sofrendo de solidão. "A tecnologia moderna é importante, mas todo ser humano precisa de carinho físico." Intuitivamente o abraço remete ao período em que se é bebê, diz Santos, e os adultos perderam o costume de abraçar. "Geralmente é um ligeiro tapinha nas costas.

"Para algumas pessoas, admitir que precisam de carinho é sinal de fraqueza e dependência, especialmente para os homens, aponta Kathleen. "Por outro lado, existe algo poderoso em nossos braços, mãos e dedos que faz alguém se sentir amado e cuidado com um simples abraço", diz.

Segundo ela, 5 milhões de transmissões nervosas são responsáveis pelas diferentes sensações do toque. "No contato, específicas terminações nervosas são ativadas e enviam a mensagem ao longo da espinha dorsal até o cérebro."Kathleen diz que existem muitos estudos sobre os benefícios do contato físico, mas que provar que ele é essencial, poderoso e capaz de curar é como argumentar que respirar faz bem. "Há muita coisa no fenômeno do toque que não pode ser medida.

" Fonte:ultimosegundo.ig.com.br

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

BIENAL DO LIVRO DO RIO DE JANEIRO


Lázaro Ramos e Paulo José se preparam para a leitura de trechos da obra de Jorge Amado, no Livro em Cena.


quinta-feira, 17 de setembro de 2009

DIARIO DE UM SIMPLES POETA

UM FILME COM INDEPENDÊNCIA PARA SER POÉTICO...

Foi maravilhosa a noite de 16/09, quando fui à pré estreia do filme DIARIO DE UM SIMPLES POETA, uma iniciativa corajosa de Valter Moreira. O filme uma produção independente, é a alternativa que temos para produções feitas com o coração.

Parabéns ao elenco. Parabéns ao Valter!


Transcrevo abaixo uma manifestação elogiosa recebida pelo elenco:

Rubens escreveu para a atriz Lilian Bites de Castro:

"Gostei BASTANTE. O filme, envolve, te leva, dá vontade de ficar vendo e tem cenas lindas: toda a tua sequencia do metrô, o intermezzo poético do concerto de piano, a conversa hilária entre o Valter e o Carreira.

Enfim, adorei te ver e ver o filme.

"(Rubens Rewald é professor da Escola de Comunicação e Arte da USP e Dramaturgo).

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

A MENINA QUE CALOU O MUNDO POR 5 MINUTOS

A menina Canadense que discursou na conferência das Nações Unidas no Rio de Janeiro e chamou a atenção de todos nós para os erros sistemáticos que nós temos feito ao Mundo.


sábado, 12 de setembro de 2009

PRÉ ESTREIA DO FILME DIÁRIO DE UM SIMPLES POETA

CONVITE PARA A PRÉ ESTRÉIA DO FILME DIÁRIO DE UM SIMPLES POETA

Recebi este convite do Wellington de Faria e quero repassar a todas as pessoas que ainda acreditam na arte feita por pessoas realmente comprometidas com a qualidade do fazer cultural neste País.

O Wellington que já é comprovadamente um talento musical, como podemos conferir por suas participaçoões nos grupos musicais MINA DAS MINAS, e CANTILENA, nos mostra agora esta sua nova faceta, ingressando nas artes cênicas.

...pré-estreia do filme do meu amigo cineasta VALTER MOREIRA

também prestigiei tocando, cantando, encenando...e será um prazer que compareça neste dia 16/09 às 19:00h (quarta-feira) - Cine OLIDO - centro - Av.São João,473 - SP

reserve seu lugar pelo telefone

Wellington de Faria




Convites limitados.

Favor confirmar presença com antecedência pelo telefone:

(11) 2068-7763



CONVITE

No mês da Independência, um filme 100% independente.

A Torresan Eventos tem o prazer de convidar:

Pré-estreia do Longa-Metragem

Diário de um Simples Poeta

Local: Cine Olido

Endereço: Av. São João, 473 – Galeria Olido
(Cerca de 200 metros do Vale do Anhangabaú e Avenida Ipiranga)

Data: 16/09/2009 (quarta-feira)
Horário: 19 horas

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

SACHA ARCANJO HOMENAGEADO EM SÃO MIGUEL PTA


Poeta, cantor, compositor, Coordenador da Oficina Cultural Luiz Gonzaga de São Miguel Paulista, SACHA ARCANJO, vem contribuindo enormemente para o cenário cultural da região e merecidamente será homenageado nesta sexta feira.


Recebi esta comunicação e gostaria de compartilhar com todos, pois um amigo como o sacha merece todas as homenagens, por ser uma ótima pessoa.
Sacha Arcanjo prefaciou meu livro FAZENDO LUZ


CAROS AMIGOS!


SEREI HOMENAGEADO DENTRO DAS FESTIVIDADES DE SÃO MIGUEL PAULISTA, SEGUNDO O CONVITE, COMO PIONEIRO, PELOS MEUS PRESTIMOS PARA COM A SOCIEDADE SÃO MIGUELINA, MINHA AÇÃO CIDADÃ COM CRIANÇAS E ADOLESCENTES, NA ÁREA DA CULTURA.
ESPERO E CONTO COM A PRESENÇA DAS PESSOAS QUE MAIS TENHO AFINIDADE NESTA COMUNIDADE E QUERO ME SURPREENDER COM ISSO.
PIONEIROSDIA:11/09/2009 ÀS 20H00
LOCAL:CADETRAL DE SÃO MIGUEL ARCANJO -PRAÇA PADRE ALEIXO MAFRA (PRAÇA DO FORRÓ)
NO AGUARDO DE VOCÊS, AGRADEÇO DESDE JÁ.
SACHA ARCANJO
(GILSON PEREIRA DA SILVA)


segunda-feira, 7 de setembro de 2009

SALVE A NATUREZA HUMANA - De Vampiros e de Anjos

SALVE A NATUREZA HUMANA

De Vampiros e de Anjos



Tenho utilizado a internet ultimamente como uma grande brincadeira, me revesando entre orkut, blogs e Twitter e vejo algumas coisas interessantes, mas na grande maioria são idiotices curiosidades falsas (fakes), pseudo celebridades, vãs tentativas de alguns para conseguir engajamento dos internautas em causas políticas ou politiqueiras, e até notícias em tempo real.

Observo tudo, como se estivesse na janela de minha casa, vendo todo esse movimento lá fora, mas no aconchego da minha sala, sem me posicionar ou expressar minha opinião pessoal, mas no último domingo, ao ver a notícia do espancamento sofrido pelo escritor Kizzy Yzatis, (Cristiano Marinho), e pela poeta e cineasta Liz Vamp (Mariliz Marins – Filha do cineasta Jose Mojica Marins o “Zé do Caixão”), resolvi me posicionar. Até por que, ao visualizar o vídeo feito pelo Kizzy, onde aparece o estado em que ficou seu rosto após a agressão dos funcionários do bar, além de revoltada com a imensa covardia, fiquei muito assustada, pois imaginei que eu e minha filha poderíamos também ter sofrido tais agressões, pois somos amigas dos dois e planejávamos ir comemorar o aniversario da Liz, que é no mesmo dia que o meu, o que só não aconteceu pelo fato de eu estar me recuperando de uma cirurgia.

O que me motiva a esse desabafo, é o fato de que vejo o risco de atribuírem as bárbaras agressões sofridas pelos escritores, que por uma questão de identidade literária se intitulam e se vestem de “Vampiros”, como uma manifestação de intolerância religiosa. O que seria um grande equivoco, e só fomentaria mais as divergências e intolerâncias que todos nós procuramos dissipar através da nossa arte.

Expresso aqui meu testemunho mais sincero sobre as pessoas que tão bem conheço: Cristiano Marinho, (Kizzy Yzatis) a quem conheci ainda menino com 13 anos de idade através de minha amizade com sua irmã Alessandra Marinho, então minha colega de faculdade.
Kizzy sempre foi um garoto altamente inteligente e talentoso além de ser realmente muito diferente da grande maioria de rapazes que vemos por aí, pois sua educação e gentileza são fruto de uma relação familiar de profundo amor. Infelizmente as pessoas só conseguem ver através do estereótipo que ele criou, talvez até mesmo como defesa contra mentes e corações tão endurecidos que encontrou pela vida afora.

A Mariliz Marins (Liz Vamp), eu conheci um pouco antes de conhecer o Kizzy, quando participei de um concurso literário organizado por ela e fui uma das classificadas, por esse motivo a considero minha “madrinha literária”. Nas sessões de autógrafos do livro, conheci o Zé Mojica, a irmã da Liz e passei a ter contatos esporádicos com ela, o que me possibilitou perceber esse encanto de pessoa que ela é, além de ser muito elegante e super competente. A Liz foi muito importante para mim naquele momento, pois foi através da sua iniciativa que uma "Dona de Casa" de São Miguel Paulista, que gostava de escrever, acreditou que podia, e seguiu em frente, trilhando hoje os íngremes caminhos da literatura no Brasil e tentando influenciar positivamente outros, como ela fez comigo e como creio que indiretamente devo ter influenciado ao Kizzy ao contar pra ele em uma noite, em frente à Faculdade São Francisco, historias sobre o Alvarez de Azevedo e ao dedicar a ele em 1999, a poesia “grande Ser” de meu livro.

Hoje sou apostólica, e alguns me perguntam se não é contraditório, _ como é possível ser amiga desses “Seres Vampiros”, sendo evangélica?

Eu respondo com muita tranqüilidade, que primeiramente nós somos pessoas, seres humanos, antes de sermos qualquer rótulo, e que cada pessoa tem o direito de vestir-se como quiser, acreditar no que quiser, por que o que importa não é o que está fora. O que importa é o coração, as boas intenções, a competência, o que há de melhor dentro da pessoa.

Pena que poucas pessoas queiram parar só um pouquinho no seu egoísmo para tentar ver realmente como somos em nosso interior. Estão todos muito ocupados julgando as aparências, muito assustados com tudo que não se conhece.


Creio que tenha sido esse o caso dos homens que agrediram o Kizzy e a Liz, eles não são intolerantes religiosos não! Eles são apenas pessoas que sentem medo do que não têm coragem de ser, e não conseguem entender, pois têm uma visão muito diminuta da vida, por isso eles acham mais fácil agredir, bater, matar e destruir.

Se Cristo estivesse vivendo nos dias de hoje, talvez ele sofresse as mesmas agressões, pois com certeza estaria andando com pessoas puras de coração, e eu creio que essas pessoas seriam consideradas “esquisitas” pela grande maioria.

Parece que em mais de 2 mil anos a humanidade não evoluiu em muita coisa.

Crucificação, Inquisição, Caça aos Vampiros, Espancamentos, Agressões...


Katia Martins

ESCRITORES AGREDIDOS EM SÃO PAULO

Cineasta e escritor dizem ter sido agredidos por seguranças de boate em SP









Confusão teria começado quando escritor pagava a conta.Pai da jovem, o cineasta José Mojica Marins, criticou atitude.












A cineasta e atriz Liz Marins, de 37 anos, diz ter sido agredida juntamente com um amigo, o escritor Cristiano Marinho, de 32 anos, que usa o nome artístico de Kizzy Ysatis, na boate "A Loca", na Rua Frei Caneca, na Consolação, região central de São Paulo, no início da manhã desta sexta-feira (4).

Procurada pelo G1 desde as 10h30 desta sexta, a casa norturna não havia comentado o caso até por volta das 15h. A Polícia Militar informou que foi acionada para atender o caso, que estaria relacionado com uma briga entre seguranças e cliente por causa da perda de uma comanda. Pai da jovem, o cineasta José Mojica Marins, mais conhecido como Zé do Caixão, criticou atitude dos funcionários. "Pelo que minha filha me contou, eles nem deram chance para resolver a questão".
A cineasta e o amigo foram levados para a Santa Casa de Misericórdia, na região central. Ela tinha marcas roxas nos braços e no pulso.

O G1 não conseguiu falar com Marinho porque ele estava sendo atendido no momento em que a reportagem esteve na Santa Casa. A irmã dele, a advogada Alessandra Marinho, mostrou uma fotografia do escritor com o rosto machucado e sangrando. "Meu irmão foi espancado e nós vamos processar a boate", afirmou ela.

terça-feira, 1 de setembro de 2009

CONVITE PRIMAVERA DOS LIVROS NO CCSP

Quero convidá-los para a Primavera dos Livros de 10 a 13 de setembro no CCSP.A Ibis Libris estará presente no stand 2.



Grande abraço,



Thereza Christina

domingo, 30 de agosto de 2009

Em São Paulo, Marina Silva é recebida pelo PV em clima de comício


Marina foi recebida em clima de comício pelos novos colegas de sigla. Ao entrar no salão, os membros do partido gritavam "Brasil, urgente, Marina presidente" e a aplaudiam em diversos momentos.











Um vídeo com trechos da trajetória de Marina foi transmitido no início do evento.
Em discurso, o presidente do partido, José Luiz Penna, afirmou estar honrado com a entrada da ex-ministra na legenda, e disse que a mudança representa "um importante passo na luta pelo meio ambiente".

Estavam presentes no evento também os atores Vitor Fasano e Cristiane Torloni, o deputado Fernando Gabeira (PV-RJ), entre outros.

Em entrevista na qual anunciou sua decisão de deixar o PT, Marina agradeceu a um grupo de petistas que a pressionaram a permanecer na legenda, como o presidente do PT, Ricardo Berzoini, os senadores Aloizio Mercadante (PT-SP), Tião Viana (PT-AC) e Eduardo Suplicy (PT-SP).

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

DOAÇÃO DE SANGUE. URGENTE!

A Talita Rebouças e o Tico Santa Cruz repassaram este apelo no Twitter.
Vamos colaborar pessoal. Parece que é sério.

Comente este post.

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

terça-feira, 18 de agosto de 2009

FEIRA PRETA


A Feira Preta, reune anualmente, pessoas de todas as raças pra celebrar a cultura Afro Brasileira.





Lázaro Ramos, o apresentador do programa ESPELHO, vai até o Anhembi para conversar com organizadores, público e expositores, como a artesã cuja produção é voltada para a confecção de bonecas negras. Os programas serão apresentados no CANAL BRASIL,
dias 17/08 - 21:30 hs
18/08 - 16:00 hs
22/08 - 12:30 hs





Veja um trecho do que irá ao ar nos programas



terça-feira, 11 de agosto de 2009

A COR DA CULTURA -FAZENDO LUZ NAS MENTES NEGRAS



Matéria do Canal Futura - Casa de Cultura da Mulher Negra de Santos-filmado em 2004
http://www.youtube.com/watch?v=zysoQ7NDxss




POESIA E VIDA DE CRUZ E SOUZA


Em 24 de novembro de 1861, nasceu João da Cruz e Souza, na antiga Desterro, hoje Florianópolis, capital de Santa Catarina. Filho de um casal de forros do Marechal Guilherme, teve uma educação esmerada, patrocinada pelos patrões de seus pais, dos quais adquiriu seu sobrenome.

Freqüentou as melhores escolas de Florianópolis, tornando-se jornalista e professor. Foi defensor da causa abolicionista e percorreu o Brasil em campanha contra a escravidão. Sua poesia, naquele momento, refletia suas posições políticas. Com Tropos e Fantasia, livro de 1885, Cruz e Souza se notabilizou por denunciar a acomodação da Igreja Católica à causa da escravidão.

Após a abolição da escravatura, mudou-se para o Rio de Janeiro, em 1890. Publicou os livros Missal e Broqueis, lançados simultaneamente em 1893. No mesmo ano em que se casou com Gavita, Cruz e Souza foi nomeado funcionário da Estrada de Ferro Central do Brasil.

Sua poesia explicitava o conflito de ter tido uma sólida educação européia, ao mesmo tempo em que portava a bagagem cultural de origem africana. Segundo Nei Lopes, esse dilema lhe permitiu criar uma poética singular.

Em 1897, com tuberculose, concluiu os livros Evocações e Faróis, entregando seu espólio literário ao amigo Nestor Vítor. Cruz e Souza faleceu em decorrência de sua enfermidade em 19 de março de 1898, na cidade de Sítio (atual Antônio Carlos), em Minas Gerais.

Nestor Vítor, um grande incentivador de Cruz e Souza, promoveu postumamente a edição de Evocações, ainda no mesmo ano da morte do autor. Em 1900 foi a vez de Faróis. Últimos Sonetos foi publicado em Paris em 1905. A primeira edição da obra completa do poeta sairia em 1923.

Cruz e Souza não chegou a gozar de grande prestígio em vida, mas foi considerado o maior expoente do simbolismo brasileiro, uma escola que abriu os caminhos para o Modernismo da Semana de 1922.


Para saber mais:
www.fcc.sc.gov.br/cruzesouza/vida-obra.htm
Pauli, Evaldo. Cruz e Souza o mestre do simbolismo. Esta obra, em versão completa encontra-se disponível no site www.cfh.ufsc.br/~simpozio/cruz_e_souza/978sc000.html

Referências bibliográficas
Gonçalves, Aguinaldo José. Cruz e Souza. Victor Civita, 1982
Magalhães Jr, Raimundo. Poesia e vida de Cruz e Souza. Civilização Brasileira – MEC, 1975
Oliveira, Eduardo (org). Quem é quem na negritude brasileira. São Paulo, Congresso nacional, 1998.
Lopes, Nei. Enciclopédia Brasileira da Diáspora Africana. São Paulo, Selo Negro, 2004.

CALENDÁRIO AFRO - (Segundo Semestre)


AGOSTO

01 - Independência do Benin, África/ 1975
03 - Independência do Níger, África / 1960
07 - Independência da Jamaica / 1962
07 - Independência da Costa do Marfim / 1960
08 - Em Lagos (atual Nigéria) é registrado o primeiro ato de escravidão, por Portugal / 1444
10 - Morre o padre Batista, um dos fundadores do Instituto do Negro e dos Agentes de Pastoral Negros / 1991
12 - É publicado o manifesto dos conjurados baianos da Revolta dos Alfaiates, protestando contra os impostos, a escravidão dos negros e exigindo independência e liberdade / 1798
14 - Morre a Ialorixá Mãe Menininha do Gantois / 1986
15 - Independência do Congo, África / 1960
17 - Nascimento do pan-africanista Marcus Garvey / 1887
19 - Independência do Gabão / 1960
23 - Nascimento de José Correia Leite, fundador do jornal O Clarim da Alvorada / 1900
24 - Primeiro Congresso de Cultura Negra das Américas, na Colômbia / 1977
24 - Morte do abolicionista Luís Gama / 1882
28 - Primeira Marcha de Negros sobre Washington, em favor dos direitos civis, EUA / 1963
29 - Nascimento de Antonio Francisco Lisboa, o Aleijadinho, escultor, entalhador e arquiteto

SETEMBRO

04 - Promulgação da lei Euzébio de Queiroz, extinguindo o tráfico de escravos no Brasil / 1850
07 - Criação do Grupo União e Consciência Negra do Brasil / 1981
10 - Morte do líder angolano Agostinho Neto / 1979
11 - Independência do Senegal, África / 1960
14 - É fundado o jornal O Homem de Cor, o primeiro da imprensa negra brasileira / 1833
16 - Fundação da Frente Negra Brasileira, maior entidade da primeira metade do século, primeiro partido político de afro-descendentes/ 1931
18 - Circula o primeiro número do jornal A Voz da Raça, jornal da Frente Negra / 1933
18 - Decreto do Presidente Getúlio Vargas diz que o Brasil precisa desenvolver, em relação à imigração, "as características mais convenientes de sua ascendência européia"
21 - Independência do Mali / 1960
22 - Libertação jurídica dos escravos nos EUA / 1862
22 - Independência do Mali, África / 1960
24 - Independência da Guiné-Bissau, África / 1973
27 - Dia dos Idosos
28 - Aprovada a Lei do Ventre Livre / 1871
28 - Assinada a Lei do Sexagenário / 1885

OUTUBRO

01 - Independência da Nigéria, África / 1960
01 - Fundação, na PUC, do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros - NEAFRO
02 - Independência da Guiné, África / 1958
07 - Dia de Nossa Senhora do Rosário, patrona dos negros
09 - Nascimento, em São Paulo, do poeta, ensaísta e crítico Mário de Andrade, de ascendência afro nem sempre lembrada / 1893
10 - Morre Francisco Lucrécio, Secretário da Frente Negra Brasileira, em São Paulo / 2001
11 - Nascimento do compositor e cantor Agenor de Oliveira, o Cartola / 1908
12 - Começa a devoção a Nossa Senhora Aparecida, quilombola negra, padroeira do Brasil, a partir de 1717
13 - É fundado o Teatro Experimental do Negro no Rio de Janeiro / 1944
14 - Martin Luther King Jr. recebe o Prêmio Nobel da Paz / 1964
16 - O arcebispo Desmond Tutu recebe o Prêmio Nobel da Paz / 1984
16 - Wole Soyinka torna-se o primeiro africano a receber o Prêmio Nobel de Literatura / 1986
24 - Nascimento de Esmeralda Ribeiro, poeta e uma das coordenadoras do Quilombhoje / 1958
24 - Nascimento do poeta e jornalista Oswaldo de Camargo, co -fundador do Quilombhoje / 1936
26 - Dia Nacional da Juventude
31 - Nascimento de Luiz Silva - Cuti, poeta, dramaturgo e co-fundador do Quilombhoje / 1951

NOVEMBRO

01 - É criado o Bloco Afro Ilê Ayiê, Salvador, BA/ 1974
01 - Morte do escritor Lima Barreto / 1922
04 - O MNU declara o 20 de novembro Dia Nacional da Consciência Negra / 1978
10 - O governo Médici proíbe em toda a imprensa notícias sobre índios, esquadrão da morte, guerrilha, movimento negro e discriminação racial / 1969
11 - Independência de Angola / 1975
11 - Independência do Zimbabwe /1980
19 - Nascimento de Paulo Lauro - primeiro prefeito negro de São Paulo, SP / 1907
19 - Publicação de despacho de Rui Barbosa ordenando a queima de livros e documentos referentes à escravidão negra no Brasil
19 - Lançamento do primeiro volume de Cadernos Negros /1978
20 - Morte de Zumbi, líder do quilombo dos Palmares /1695
20 - Dia Nacional da Consciência Negra
20 - O grupo gaúcho Palmares declara o 20 como Dia do Negro / 1975
24 - Nascimento, em Santa Catarina, de Cruz e Souza, o maior poeta simbolista brasileiro / 1861

DEZEMBRO

02 - Dia Nacional do Samba
02 - Nascimento de mestre Didi, em Salvador, BA
02 - Nascimento de Francisco de Paula Brito, primeiro editor brasileiro, em Magé, RJ / 1809
05 - A Constituição proíbe negros e leprosos de frequentar escolas no Brasil / 1824
08 - Dia de Oxum10 - Comemoração da Declaração Universal dos Direitos Humanos
12 - Independência do Quênia / 1963
20 - A lei 7437 condena o tratamento discriminatório no mercado de trabalho, por motivo de raça ou de cor
29 - Nascimento, no Senegal, do Cheik Anta Diop, autor de um trabalho de revisão da história africana

Fontes:

- Agenda Afro-Brasileira 1997. Org.: Acácio S. Almeida / Lucilene Reginaldo- Calendário Beleza Negra. Org.: Greni. Grupo de reflexão sobre a vida religiosa, negra e indígena / CRB. Rio de Janeiro: Vozes 1998- Memória Afro-brasileira. Calendário 2002 do Conselho de Part. e Des. da Com. Negra de S. Paulo.